Minha URL: http://geocities.yahoo.com.br/angeldarkconsolacao/

O Cemitério Protestante de São Paulo

O primeiro cemitério a céu aberto na cidade de São Paulo foi construído no fim do século XVIII, em terreno pertencente à mitra diocesana, localizado no atual bairro da Liberdade. No centro do terreno ficava a capela de Nossa Senhora dos Aflitos, inaugurada em 27 de junho de 1779. Assim sendo, o cemitério ficou conhecido como dos Aflitos. Destinava-se ao enterro de indigentes, escravos e supliciados e funcionou até a abertura do Cemitério da Consolação, quando foram proibidos os sepultamentos em outros locais. O Cemitério dos Aflitos seria demolido por volta de 1883, quando o terreno foi loteado e vendido a particulares.

Quando a Câmara Municipal procurou dar cumprimento à lei de 1828, que determinara a criação dos cemitérios públicos, teve dificuldades por falta de consenso com as autoridades eclesiásticas. Em 1845 foi criado um cemitério contíguo ao Convento da Luz, que também serviria para o sepultamento das religiosas e de seus capelães, e seria administrado pelas mesmas. Em 1851, metade desse terreno foi cedida para a abertura de um cemitério para os estrangeiros católicos. Uma parte desse Cemitério dos Alemães foi reservado para estrangeiros não-católicos, ficando conhecida como Cemitério dos Protestantes.

Nesse mesmo ano, foi nomeada uma comissão especial para tratar da criação de um cemitério público e geral, sendo inicialmente escolhido o Campo Redondo (proximidades da atual Praça Princesa Izabel) como local adequado para o mesmo. Em 1855, o engenheiro Carlos Frederico Rath, que era o administrador do Cemitério dos Protestantes da Luz, sugeriu o Alto da Consolação como o local mais apropriado para o cemitério municipal.

Em 1856, com base em plantas apresentadas por Frederico Rath, as autoridades decidiram criar o novo cemitério, determinaram que não houvesse enterros em quaisquer outros lugares e resolveram que uma área anexa ao cemitério municipal seria usada para o sepultamento de acatólicos. Devido à crônica falta de recursos, o Cemitério da Consolação somente foi consagrado em 30 de junho de 1858. A parte reservada aos protestantes levou mais alguns anos para ser preparada e os sepultamentos só tiveram início em 1862. Em 1868, foram feitas duas subscrições junto à comunidade protestante (alemães, ingleses e outros) para a conclusão das obras do Cemitério Protestante.

O Cemitério dos Protestantes e os Presbiterianos

Grande parte dos sepultados no Cemitério dos Protestantes é composta de alemães e brasileiros, havendo também muitos ingleses, norte-americanos e portugueses, bem como alguns suíços, suecos, dinamarqueses, italianos, austríacos e pessoas de muitas outras nacionalidades. No que diz respeito à religião, o maior grupo é constituído pelos luteranos, havendo também anglicanos, reformados e até mesmo alguns católicos e judeus.

Quanto aos presbiterianos, seu número é relativamente pequeno, mas extremamente significativo por causa da importância das pessoas ali sepultadas. Sem dúvida, os mortos mais ilustres são os Revs. Ashbel Green Simonton e José Manoel da Conceição, mas existem muitos outros pastores, tanto brasileiros como americanos, familiares de missionários, pessoas ligadas ao Mackenzie e membros conhecidos das igrejas presbiterianas de São Paulo. Fornecemos no quadro anexo os nomes mais significativos, na ordem cronológica do seu falecimento.

O Cemitério dos Protestantes de São Paulo é um lugar que precisa ser conhecido e reverenciado pelos presbiterianos do Brasil. Ali podemos ter um contato direto com a nossa história e contemplar as lápides singelas dos nossos heróis da fé, homens e mulheres que deram as suas vidas pela evangelização do Brasil. Eles plantaram igrejas, criaram instituições de ensino, promoveram a literatura, amaram, serviram e, sim, como humanos que eram, também se envolveram em lutas e controvérsias, muitas vezes dolorosas. No próximo número do Brasil Presbiteriano, daremos algumas informações biográficas sobre os principais vultos que ali repousam aguardando a promessa da ressurreição em Cristo.


     

               ESTE «ITE EU AGARANTIO

Bela Lugosi
Bram Stoker
Elisabeth Battori
Edgard Allan Poe
Fetiches
Fotos Góticas
Mary Sheller
Oscar Wilde
Rezas em Latim
Salvador Dalli
Vampiros
Vampirismo Espiritual
Manual Prático de Vampirismo
Bíblia dos Vampiros
Contos Horripilantes
Será que Existem?
Maçonaria: Religião ou Seita?
Cemitério da Consolação
História da Consolação
Associação Cemitério dos Protestantes
Vidas Passadas
Sistema Solar
Maçonaria
Cabala
Charada Animada
Meu Blog
Chaves e Chapolin
Fotos da Legi„o
Assinar o livro de visitas
Exibir o Livro de Visitas
Descrição:QUANTO TE QUIS!.. QUE ESTRANHO LAÇO FEZ DE NÓS DOIS QUAZE QUE UM SÓ.. TER COMO VIDA O TEU REGAÇO... MORTO:-O MEU PÓ JUNTO AO TEU PÓ... E AS ALMAS TRÊMULAS E UNIDAS, GARÇAS ERRANTES, COMPANHEIRAS, AINDA NA MORTE CONFUNDIDAS DENTRO DAS TREVAS DERRADEIRAS...

TÚMULO DE ANESIA GIRAUDON CANTO E MELLO (*11/10/1866 †24/09/1933) & PEDRO DE CASTRO DO CANTO E MELLO (*01/01/1866 †31/10/1934)
CEMITÉRIO DA CONSOLAÇÃO
ANGEL DARK CONSOLAÇÃO...
Counter
Hosted by www.Geocities.ws

1