:: Home :: :: Hopi Hari ::  :: IV Congresso de Louvor e Adoração Diante do Trono :: :: Eventos :: :: Contato ::

Geral

Home
No que Cremos
Eventos
Entrevistas
Ramon Tessmann
Colunistas
Ramon Tessmann
Lucas Aiello
Matérias
Canibalismo de Fetos
A Igreja dorme na Luz
Padre ou escritor?
Mãe mata filha
Filha mata pais
Inocentes indefesos
Incêndio em SP
Especial
IV Congresso de Louvor
Atores de Cristo
Capelania Hospitalar
Óleos da Unção
Tribos
Israel
Mensagens Subliminares
O Beijo do Vampiro
Canais
Estudos
Mensagens
Palavras
Aconselhamento
Corrente de Oração
Curiosidades
Endereço de Igrejas
Mural de Recados
Seu Site
Boa Viagem
 

Sugestão para CAMPANHA DE UNÇÃO COM ÓLEO

Clique aqui para comprar os óleos...

( 08 semanas ou 04 ) (aplica-se hinos apropriados ao tema do óleo)

Ordem da Campanha:

1º) Mirra: A aceitação da Cruz de Cristo, o velho homem crucificado com Ele. Rom.6:6 A mirra fluida, de odor agradável, mas de sabor amargo, representa a morte preciosa de Cristo. Na Bíblia a mirra é usada principalmente em sepultamentos. Portanto, a mirra está relacionada à morte. De acordo com João 19, quando Nicodemos e outras pessoas estavam preparando o sepultamento do corpo do Senhor Jesus eles usaram a mirra. A mirra provém de uma árvore aromática. Esta árvore verte seiva como resultado de ser cortada ou através de alguma abertura ou incisão natural. Nos tempos antigos, esta seiva era usada para reduzir os sofrimentos da morte. Quando o Senhor Jesus foi crucificado, ofereceram-Lhe vinho misturado com mirra para diminuir Sua dor. Entretanto, Ele recusou-se a tomá-lo.
Sem dúvida, a mirra em Êxodo 30 é um símbolo da morte do Senhor. Podemos assim dizer que quando nos ungimos com mirra, concordamos com a crucificação do nosso velho homem, conforme Romanos 6:6...
"sabendo isto, que foi crucificado com ele o nosso velho homem, para que o corpo do pecado seja desfeito e não sirvamos mais ao pecado como escravo."
Versículos na Bíblia referente à Mirra: Gn.37:25 - Gn.43:11 - Ex.30:23 - Et.2:12 - Sl.45:8 - Pv.7:17 Ct.1:13 - Ct.3:6 - Ct.4:6 - Ct.4:14 - Ct.5:1 - Ct.5:5 - Ct.5:13 Mt.2:11 - Mc.15:23

2º) Cinamomo: O reconhecimento da eficácia da morte de Cristo EM NÓS, nos dando poder para: "Fazei, pois, morrer a vossa natureza terrena..." Col.3:5 O cinamomo representa a doçura e a eficácia da morte de Cristo. A eficácia da morte de Cristo está no Espírito. O Espírito é como uma dose completa de remédio (Jeova-Rafha). Alguns remédios são completos em si mesmo, contendo alguns elementos que fortalecem e outros elementos que eliminam o mal. O Espírito da Verdade, é completo em sí mesmo. Se tomarmos este Espírito (completo), isto nos curará, não importando qual seja nossa doença, pois contido neste Espírito está o elemento que nos fortalece e que nos livra de todo o mal,  isto  vem pela UNÇÃO. O poder mortificador da morte de Cristo está hoje neste Espírito em plenitude. Em Colossenses 3:5 Paulo diz: "Fazei, pois, morrer a vossa natureza terrena: prostituição, impureza, paixão, lascívia, desejo maligno e a avareza, que é idolatria". Em nossos membros pecaminosos está a lei do pecado, a qual nos faz prisioneiros do pecado e faz nosso corpo corrompido tornar-se o corpo da morte (Rm 7:23-24). Portanto, nossos membros, os quais, são pecaminosos, estão identificados com coisas pecaminosas, tais como: fornicação, impureza, paixão, desejo maligno e avareza. Gálatas 5:24 diz: "E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e concupiscências". A crucificação de Cristo é completa em sí mesmo e podemos aplicá-la agora à nossa carne cheia de concupiscências. Isto corresponde a Romanos 8:13 que diz: "Porque se viverdes segundo a carne, caminhais para a morte; mas, se pelo Espírito mortificardes os feitos do corpo, certamente vivereis". Por nós mesmos, não somos capazes de mortificar os feitos de nosso corpo. Não somos capazes de fazer isto por nós mesmos, mas pelo poder do Espírito que em nós habita, tomamos isto por fé e subjulgamos nosso corpo mortal, ou seja o mortificamos com seus feitos.
A fim de vivermos isto na prática, necessitamos abrir-nos ao Espírito e permitir-Lhe que flua dentro de nós. Através do fluir do Espírito, experimentaremos a eficácia da morte de Cristo. Isto não é ascetismo, mas é a operação do Espírito em nosso interior.
Podemos experimentar este mortificar em nossas vidas de um modo diário, com jejuns e orações. O ungir com óleo, certamente que é a aceitação da UNÇÃO do Espírito, e isto é bíblico, no sentido prático. É a morte de Cristo aplicada em sua vida pela UNÇÃO.
Versículos na Bíblia referentes à cinamomo:Ex.30:23-Pv.7:17-Ct.4:14

3º) Cálamo: A ressureição no lugar da morte. "...se o Espírito daquele que dos mortos ressuscitou a Jesus habita em vós, aquele que dos mortos ressuscitou a Cristo também vivificará os vossos corpos mortais..." Rom.8:9-11 O cálamo mencionado em Êxodo 30 é uma cana.
A raiz hebraica da palavra mirra significa fluir e a raiz para cálamo significa levantar-se. O cálamo (cana), cresce no pântano ou lugares úmidos. Mas, embora, cresça no pântano, é capaz de subir rapidamente em seu crescimento. De acordo com a seqüência das especiarias, o cálamo representa a ressurreição do Senhor Jesus no lugar da morte. O Senhor foi posto em um pântano, numa situação de morte, mas pelo Espírito, em ressurreição,  Ele levantou-Se, ficou, e está em pé. O cálamo, portanto, representa a ressurreição preciosa de Cristo.
Em Mateus 12:20, quando a palavra nos diz: "não esmagará a cana quebrada..." é uma alusão ao cumprimento profético literal da ressurreição de Jesus. Experimentamos isto de um modo espiritualmente prático conforme Romanos 8:9-11, que nos diz:
"Vós, porem, não estais na carne, mas no espírito, se é que o Espírito de Deus habita em vós. Mas, se alguem não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele. E, se Cristo está em vós, o corpo, na verdade, está morto por causa do pecado, mas o espírito vive por causa da justiça.
E, se o Espírito daquele que dos mortos ressuscitou a Jesus habita em vós, aquele que dos mortos ressuscitou a Cristo tambem vivificará os vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que em vós habita."
Versículos na Bíblia referentes à Cálamo: Ct.4:14  -  Ex.27:19

4º) Acácia: O poder protetor da ressurreição COM CRISTO. Isto nos envolve em alegria. A quarta especiaria, acássia (ou cássia), representa o poder da ressurreição de Cristo. No salmo 45, que descreve proféticamente a união de Cristo com sua igreja, nos versículos 7 e 8, a palavra nos diz: "Tu amas a justiça e aborreces a impiedade; por isso Deus, o teu Deus te ungiu com óleo de alegria, mais do que a teus companheiros. Todas as tuas vestes cheiram a MIRRA, a ALOÉS e a CÁSSIA, desde os palácios de marfim de onde te alegram." A acássia e o cinamomo pertencem à mesma família. O cinamomo provém da parte interior de uma casca e a cássia da parte exterior.
Tanto o cinamomo quanto a acássia são agradáveis e fragrantes. Além disso, tais plantas freqüentemente vivem e crescem em lugares onde outras plantas não podem crescer. Nos tempos antigos a acássia era usada como um repelente contra insetos e serpentes. A acássia, portanto, representa o poder, a eficácia da ressurreição de Cristo. A ressurreição de Cristo pode opor-se a qualquer tipo de ambiente e Sua ressurreição é certamente um repelente. Ela afasta todos os "insetos" malignos e, especialmente, a antiga serpente, o Diabo.
Versículos Bíblicos refentes à Acássia:Ex,30:24-Sl.45:8-Ex.27:19

5º) Aloés: Junto com a mirra e a acácia, ALOÉS, tipifica SANTIFICAÇÃO. Juntas, estas especiarias, denotam VESTES ALVEJADAS e UNGIDAS.

Aloés: Junto com a Mirra e a acássia, esta unção denota "santificação". 
"todas as tuas vestes cheiram a mirra, aloés e a acássia, desde os palácios de marfim ressoam instrumentos de cordas que te alegram." Salmo 45:8
Em Eclesiástes 9:8, quando a palavra nos diz:
"Em todo tempo sejam alvas as tuas vestes, e jamais falte o óleo sobre a sua cabeça." Interpretamos nesta revelação, o Espírito em plenitude, principalmente, morte e ressurreição conforme Jo.19:39
Certamente que junto também está o Aloés.
Versículo na Bíblia referentes à Aloés:Sl.45:8-Pv.7:17 Ct.4:14 - Jo.19:39


6º) Nardo:
Comunhão. O NARDO e a mirra estão juntos em Cant.1:12 numa tipologia de comunhão entre a esposa e o seu amado.

Nardo: O nardo e a mirra estão citados juntos em Cantares 1:12, numa tipologia de comunhão entre a esposa e o seu amado:"Enquanto o rei está assentado à sua mesa, o meu nardo exala o seu perfume, O meu amado é para mim um saquitel de mirra, posto entre os meu seios."
Em Cantares 4:6 fala da mirra e do incenso (oração) como um lugar mais excelente. Nos vers.7 ao 15 o esposo exalta a noiva, como a mais excelente fonte das águas vivas, mencionando os ungüentos e as especiarias: (leia)
Modo aplicado (na prática da oração).
Diariamente podemos aplicar o Espírito que dá vida como o repelente contra Satanás. Quando você invoca o nome do Senhor Jesus, você não apenas bebe Dele; você também aplica o Espírito que dá vida como um repelente. Se a primeira coisa que você fizer pela manhã não for aplicar este repelente, a serpente poderá atacá-lo e você poderá perder a paciência durante o dia. Mas se invocar o nome do Senhor algumas vezes, você não apenas beberá da água viva, mas aplicará o repelente. Sempre que fizer isto, a serpente será afugentada.
A unção com óleo, traz esta convicção, da presença interior do Espírito. Isto sempre foi uma constante na vida diária daqueles que conhecem a verdadeira consagração e comunhão com o Senhor.
O nardo representa também nas escrituras uma aceitação e participação na morte e ressurreição de Cristo. Não existe outro meio de comunhão com o Senhor se não for através da sua morte, e nossa morte com Ele, sua ressurreição e nossa ressurreição com Ele.   Mc.14:3-9 e Jo.12:3-7 são passagens claras a este respeito.
Versículo na Bíblia referentes à Nardo: Ct.1:12 - Ct.4:13 - Ct.4:14 - Mc.14:3 - Jo.12:3

7º) Óleo da Unção: Para ungir o tabernáculo, os seus utensílios, os sacerdotes, etc. É a aceitação da santificação e plenitude de tudo o que foi feito até aqui. Deve-se ungir a Igreja, o Púlpito, o Louvor, as Cadeiras, as Galerias, etc. Óleo da Unção Quando estudamos sobre o tabernáculo, uma das primeiras revelações que recebemos, é que eram sombras das coisas vindouras: "os quais ministram em figura e sombra das cousas celestes, assim como foi Moisés divinamente instruído, quando estava para construir o tabernáculo..." Hb.8:5
Hoje, nós somos este tabernáculo:"Sabemos que, se a nossa casa terrestre deste tabernáculo se desfizer, temos da parte de Deus um edifício, casa não feita por mãos, eterna, nos céus. E, por isso, neste tabernáculo, gememos, aspirando por sermos revestidos da nossa habitação celestial; se, todavia, formos encontrados vestidos (ungidos), e não nus.
Pois, na verdade, os que estamos neste tabernáculo gememos angustiados, não por querermos ser despidos, mas revestidos, para que o mortal seja absorvido pela vida". II Co.5:1:4 Do mesmo modo, "nestas coisas" (do tabernáculo), encontramos e devemos atentar para o óleo da unção, e certamente não podemos ficar sem esta particularidade em nossa vida terrena. A unção com óleo tipifica o derramar do Espírito em nossas vidas. Segundo Benny Hinn, a unção é a presença do Espírito. O óleo da unção de Êxodo capítulo 30, hoje, é simbólico, impossível de se fazer igual ou semelhante, ainda mais que estamos na dispensação da graça e não de uma lei que condena e aprisiona.O nosso sacerdócio é celestial em primeiro lugar, pois ministramos no Espírito, e não na carne. "o qual nos habilitou para sermos ministros de uma nova aliança, não da letra, mas do espírito; porque a  letra mata, mas o espírito vivifica
". II Co.3:6


8º) Bálsamo:
Cura, simplesmente CURA..."tomai bálsamo para a sua ferida..." Jer.8:22, Mac.6:13 "expeliam muitos demônios E CURAVAM NUMEROSOS ENFÊRMOS, UNGINDO-OS COM ÓLEO."

Bálsamo: Um tipo de óleo  das regiões de Gileade.
Era exportado para o Egito ( Gn.37:25; 43:11) e para Tiro (Ez.27:17)
Mencionado como "propriedade" curativa conforme Jeremias 46:11.
"Sobe a Gileade e toma bálsamo, ó virgem filha do Egito; debalde multiplicas remédios, pois não há remédio para curar-te."
Mencionamos a palavra profética com respeito a destruição de Babilônia: Atente para - Cura para a ferida... "Repentinamente caiu Babilônia, e ficou arruínada; lamentai por ela, tomai BÁLSAMO para a sua ferida, porventura sarará... Ainda em Jeremias, o profeta lamentava pela dor do seu povo: "Acaso não há BÁLSAMO  em Gileade ?
Ou não há lá médico ? Por que, pois, não se realizou a cura da filha do meu povo ?" Jeremias 8:22  Para os nossos dias: "Está alguém entre vós doente ? Chame os presbiteros da igreja, e estes façam oração sobre ele, ungindo-o com óleo em nome do Senhor." Tiago 5:14
Versículos na Bíblia refentes à Bálsamo: Gn.37:25 - Gn.43:11 - Ct.5:13-Ct.6:2-Jr.8:22-Jr.46:11-Jr.51:8-Ez.27:17-Mt.26:7-Mc.14:3.


 

Custos:

Saco em veludo com 08 vidros de 10 ml
Informativo com descrição bíblica com versículos.

Preço:
R$ 22,00 + despesa de envio.
Deposito em conta poupança
:
Nossa caixa nosso banco - em nome de: Luci Meire Alves Ferreira Aiello - Conta: 19-016160-8  Agencia: 0414-6

Para embalagens com maior volume estudaremos preços!

Faça seu pedido através deste formulário abaixo, em breve você irá receber um e-mail de confirmação:

Nome Completo:
e-mail:
Cidade: Estado
Quantidade: obs: 1 pacote: 8 vidros + Descrição dos óleos

 

Voltar ao topo

 

 
Hosted by www.Geocities.ws
GridHoster Web Hosting
1