Clique na ABA ao lado para fechar a janela do Yahoo Propagandas  [>>] --- >
CESOL HP HIDROGEOLOGIA

Mantida por Carlos Eduardo Sobreira Leite - Geólogo / Hidrogeólogo (M.Sc.)

Visitas desde Janeiro de 2009 : Counter

 Tópicos


 Nota

.Visite a página principal para assistir vídeos e ver fotos relacionados com água subterrânea e ainda baixar gifs animados para páginas relacionadas com geologia e meio ambiente
Página Principal


DEMAIS ASSUNTOS DISPONÍVEIS NA PÁGINA PRINCIPAL
(veja logo abaixo)

VEJA A LOCALIZAÇÃO E INFORMAÇÕES SOBRE OS ÚLTIMOS TERREMOTOS NO PLANETA


ÚLTIMO INFORME SOBRE A SITUAÇÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS NO PLANETA
20/03/2009
Situação da Água no Planeta

Informe sobre o desenvolvimento, estado atual e perspectivas futuras dos recursos hídricos no planeta: "Water in a Changing World" (acesso em PDF na página principal)

VÍDEO AQÜÍFERO GUARANI

O Aqüífero Guarani é a principal reserva subterrânea de água doce da América do Sul e um dos maiores sistemas do mundo. Para conhecer e administrar melhor esse manancial, os países de sua área de abrangência desenvolvem projeto conjunto.

VÍDEO DESPERDÍCIO DE ÁGUA NO BRASIL

A falta de água atinge 29 países e 1,7 bilhão de pessoas. Especialistas defendem que, até 2015, 40 países sofrerão com a escassez desse recurso. O uso humano é responsável por 20% do desperdício.

GALERIA DE FOTOS


GIFS ANIMADOS DE GEOLOGIA E MEIO AMBIENTE
Folha


 

DIMENSIONAMENTO DE BOMBAS PARA POÇOS


BOMBAS SUBMERSAS

Para seleção de uma bomba submersa devem ser conhecidos os seguintes itens:

> Q: Vazão desejada,

> Nd: Nível dinâmico,

> Ne: Nível estático,

> Hr: Desnível de recalque,

> Dp: diâmetro do poço,

> A: Comprimento da tubulação de recalque, e

> PC: Profundidade de colocação da bomba.

O modelo esquemático abaixo mostra um projeto típico utilizando bomba submersa e os parâmetros a serem considerados para o cálculo da altura manométrica total. O número e tipo de conexões é variável, na prática, para cada situação específica.

Bomba submersa

 

Cálculo da Altura Manométrica Total (AMT)

AMT = Altura manométrica de recalque (AMR) + Nível dinâmico (Nd)

AMR = Perdas por atrito na tubulação de recalque + soma das perdas de pressão em cada conexão no recalque + altura (desnível) de recalque (Hr)

As perdas por atrito em tubulações e conexões são obtidas em tabelas específicas para cada diâmetro em particular.

Exemplo de cálculo de uma AMT para um sistema com bomba submersa e definição do modelo da bomba

Considere o modelo acima como um projeto de implantação de um sistema com as seguintes condições:

> Vazão desejada: 8 m3/h

> Nível dinâmico: 50m

> Diâmetro do poço: 4"

> Diâmetro da tubulação: 2"

> Altura de recalque (Hr): 15m

> Comprimento da tubulação de recalque (A) = 80m

> Profundidade de colocação da bomba: 55m

Passo 1 : Cálculo da altura manométrica total de recalque (AMR):

AMR = perdas por atrito na tubulação de recalque + soma das perdas de pressão em cada conexão no recalque + altura de recalque (Hr)

- comprimento da tubulação de recalque (A) =80 m

- perda por atrito em 80m de tubulação de 2" (ver tabela) = 3,9% x 25m = 0,975m

- perdas de pressão em cada conexão no recalque

- perda de pressão em registro de gaveta 2" (F) (ver tabela) = 0,06m

- perda de pressão em três curvas (D) de 90° de 1" (ver tabela) = 0,12m

- perda de pressão em válvula de retenção 2" (E) (ver tabela) = 0,11m

- altura de recalque (Hr) = 15m

AMR = (0,975m) + (0,06m) + (0,12m) + (0,11m) + (15m) = 16,265m

 AMT = AMR + Nd = 16,265m + 50m = 66,26m

Tomando como exemplo a tabela abaixo de bomba submersa da série SK KING para poços de 4", podemos definir como modelo apto ao projeto proposto, a bomba de modelo SK 3.0 - 92 / 15B com vazão de 8,0 m3/h e potência de 3 CV.

MODELO

CV

ALTURA MANOMÉTRICA TOTAL (m)

Altura máxima (m)

25

30

35

40

45

50

55

60

65

70

75

80

-

SK 5.0 - 92/11B

3

13.8

12.5

11.1

10.0

8.9

7.6

6.2

5.3

4.5

3.6

- -

75

SK 5.0 - 92/12B

3

-

13.1

11.9

10.7

9.7

8.7

7.5

6.4

5.5

4.2

3.3

2.5

83

SK 5.0 - 92/13B

3

- -

12.2

11.1

10.1

9.3

8.2

7.3

6.2

5.2

4.1

3.3

88

SK 5.0 - 92/14B

3

- -

12.9

12.0

11.0

10.0

9.1

8.1

7.2

6.1

5.3

4.3

95

SK 5.0 - 92/15B

3

- - -

12.2

11.5

10.5

9.9

8.8

8.0

6.8

6.0

5.0

102


Dimensionamento de Bombas Centrífugas

Dimensionamento de Bombas Injetoras

Dimensionamento de Bombas Submersas

Bombas centrífugas

Bombas injetoras

Bombas submersas


Clique aqui para visitar a página...

Página de Referência : http://www.geocities.com/cesol999/DimensionamentoDeBombasSubmersa.htm

Autor: Carlos Eduardo Sobreira Leite

Citação do autor em bibliografia : LEITE, C.E.S.


 

Hosted by www.Geocities.ws
GridHoster Web Hosting
1