Retornar

CONEXÕES VIA CABO SERIAL E PARALELO



CABO PARALELO HARDWARE

CABO PARALELO E SERIAL SOFTWARE

CONEXÃO VIA CABO SERIAL HARDWARE

TESTE DE PORTAS PARALELAS E SERIAIS 'LOOPBACK'

COMPARTILHANDO PASTA OU ARQUIVOS


    O interessante de uma conexão via cabo paralelo ou serial é a facilidade de se executar, e o custo do material pois utiliza-se somente dois conectores e alguns metros de cabo, e nenhum equipamento ou placa adicional.
    Utiliza-se somente a porta paralela ou serial, que já é padrão em qualquer PC.

    Normalmente pode-se utilizar este tipo de conexão para jogos , transferência de arquivos entre PCs e em ambientes industriais é utilizada também para a comunicação dos mais diversos tipos de equipamentos microprocessado devido exatamente ao seu custo baixo de implantação.

    Antigamente era utilizado somente para a transferência de arquivos em ambiente DOS, e no WINDOWS 3.1 havia o hiper terminal que ainda existe nos WIN95,98, NT ,2000.
    No windows 95 em diante foi criado a conexão direta via cabo, que aumentou muito as possibilidades de aplicação para este tipo de conexão, pode-se por exemplo conectar-se a outro PC remoto como em um ambiente de rede completo, compartilhando arquivos, pastas, cd-rom, impressoras.
    
    Observação: Não é possível utilizar o compartilhamento de acesso a internet neste tipo de conexão ( Internet Conection Sharing ), devido a inexistência de um adaptador de rede real ( o adaptador Dial-Up é virtual ) 

    Para a conexão serial utilizasse a saída RS 232 de 9 ou 25 pinos presente em qualquer PC.
Para a conexão paralela a saída paralela ( LPT1 , LPT2 ... ) de 25 pinos

Topo


    CONEXÃO DIRETA VIA CABO PARALELO   HARDWARE

    VANTAGEM DA CONEXÃO VIA CABO PARALELO:

1. todos os PCs possuem uma porta paralela ( porta DB25 da impressora ).

2. esta porta nem sempre está sendo utilizada a todo o tempo ( a serial é utilizada pelo mouse ).

3. a velocidade de transmissão é bem mais alta que a do cabo serial pois a serial possui somente uma via de dados e a paralela possui oito.

4. ideal para transmitir grande volume de dados entre PCs.

CONFECÇÃO DO CABO PARALELO

material necessário:

Dois conectores do tipo DB 25 macho ( encontrado em casas de eletrônica/informática )

Cabo de 11 vias ou mais ( o do tipo manga é facilmente encontrado nas casas eletrônicas )

Atenção: não é necessário ligar todos os pinos de 20 a 25, pois eles são iguais ( já jampeados na controladora )

A distância do cabo não pode ser longa demasiado, deve ter no máximo 15 metros.

 

Posição dos pinos de conexão para um cabo paralelo

 

    As especificações gerais para cabos paralelos que podem ser usados para Conexão Direta via Cabo.

    Para fazer uma conexão via  cabo paralelo, utilize um cabo de 12 vias e conectores "MACHO" DB-25 em ambas as extremidades, e configure o cabo da seguinte maneira:

CONECTOR A 

CONECTOR B

PINO 2PINO15
PINO 3PINO 13
PINO 4PINO 12
PINO 5PINO 10
PINO 6PINO 11
PINO 15PINO 2
PINO 13PINO 3
PINO 12PINO 4
PINO 10PINO 5
PINO 11PINO 6
PINOS 20 A 25PINOS 20 A 25

 

Topo


CONEXÃO DIRETA VIA CABO PARALELO SOFTWARE

Existe varias maneiras de se conectar via cabo paralelo, a mais comum é a conexão direta via cabo do windows

Utilizando a Conexão direta via cabo para conectar-se a outro computador via WINDOWS 95 ou superior.

Com a 'Conexão direta via cabo, você pode obter acesso a pastas compartilhadas em outro computador,
 mesmo que seu computador não esteja em rede. Se o outro computador estiver conectado a uma rede, você poderá também obter acesso a essa rede. 

Por exemplo, se você tiver um computador portátil poderá usar um cabo para conectá-lo a seu computador e 
à rede.

Para configurar a 'Conexão direta via cabo' com outro computador.

  1. Clique em Iniciar, aponte para Programas, Acessórios, Comunicações e, em seguida, clique em 
    Conexão direta via cabo
    .
  2. Siga as instruções na tela.

Observações

Para que tudo funcione perfeitamente deverá ser instalado o compartilhamento de arquivos.

Para permitir o compartilhamento de arquivos e impressoras no seu computador

  1. Clicar no ícone Rede no painel de controle.
  2. Clique em Compartilhamento de arquivos e impressoras.
  3. Marque a caixa de seleção das opções de compartilhamento que você deseja.

    Uma marca de seleção indica que o recurso está ativado.

  4. Clique em OK.

Observação

Você pode também abrir a caixa de diálogo Rede clicando em Iniciar, apontando para Configurações, clicando em 
Painel de controle
e, em seguida, clicando duas vezes em Rede.

Para compartilhar uma pasta ou unidade (C:,D:,A:...) no ambiente Windows.

  1. No Windows Explorer ou em Meu computador, clique na pasta em que deseja ativar  o compartilhamento.
  2. No menu Arquivo, clique em Propriedades.
  3. Clique na guia Compartilhamento e, em seguida, clique em compartilhado como...e escolha a maneira que deseja compartilhar os seus arquivos.

PROBLEMAS COM NOMES E SENHAS

Muitas vezes na conexão direta via cabo quando vamos conectar é pedido nome e senha de acesso ( logon ) e que é desconhecido pois foi definido na instalador do sistema operacional, para resolver devemos seguir os seguintes caminhos:

  1. Verificar as configurações de REDE e verificar o NOME DO COMPUTADOR.

  2. Verificar o GRUPO DE TRABALHO (deve ser igual em todas as máquinas que pertençam a rede).

  3. Verificar a DESCRIÇÃO DO COMPUTADOR (pode ser qualquer coisa e não é importante para o funcionamento da rede).

  4. No painel de controle existe a opção SENHAS verifique ali se há alguma senha definida, se houver e você não a conhecer o melhor é desativar todas as senhas.

  5. Para desativar qualquer senha é ´só apagar o arquivo PWL ( PWL= Pass Word List) que se encontra no diretório WINDOWS (NOME DO COMPUTADOR.PWL) o meu por exemplo seria João.PWL 

  6. Fazendo isto o sistema estará completamente sem senha para acesso. 

Topo


O VELHO DOS

Apesar de ser considerado ultrapassado por muitos, ainda é a melhor maneira de se transferir arquivos principalmente quando não temos um sistema gráfico instalado (Windows 9x) e temos que trabalhar apenas no prompt do DOS. Utiliza-se os vários programas de gerenciamento de arquivos existentes, como por exemplo o Xtree que possui em suas ferramentas o XTlink que é um ótimo gerenciador de transferência de arquivos.

No XTlink esta é a tela que aparecerá no PC designado como remoto:

 

Após ser iniciada uma conexão via XTlink o PC configurado como local é que terá o acesso ao computador Remoto e via prompt do DOS poderá ser feita a transferência de arquivos escolhendo os drives C:,D:,E:,... como se o HD do PC remoto estivesse instalada no PC local.
Uma boa opção para de preservar nomes longos presente nos sistemas atuais de 32 bits, é utilizar um programa de gerenciamento de arquivos para melhor visualizar e executar as transferências desejadas, pode-se utilizar o ZTwin para isto "veja em downloads informação sobre ele, e para o teste do cabo pode-se utilizar o DPM ( Teste de cabo de conexão paralela ) "roda somente em em ambiente Windows".

COMUNICAÇÃO PC PARA PC (XTREELINK) COM CABO PARALELO (DB25)

CONECTOR A

CONECTOR B

Pino 2 é ligado c/

Pino 15

Pino 3 é ligado c/

Pino 13

Pino 4 é ligado c/

Pino 12

Pino 5 é ligado c/

Pino 10

Pino 6 é ligado c/

Pino 11

Pino 15 é ligado c/

Pino 2

Pino 13 é ligado c/

Pino 3

Pino 12 é ligado c/

Pino 4

Pino 10 é ligado c/

Pino 5

Pino 11 é ligado c/

Pino 6

Pinos 20 a 25 são ligados

Pinos 20 a 25

No prompt do DOS digite XTLINK  P " para o computador remoto"

No prompt do DOS digite XTLINK_P_L "para o computador local"

COMUNICAÇÃO SERIAL PC P/ PC DB9

CONECTOR A

CONECTOR B

Pino 1 ligar c/ 

Pino 1 CD

Pino 2 ligar c/ 

Pino 3 TX

Pino 3 ligar c/ 

Pino 2 RX

Pino 4 ligar c/ 

Pino 6 DSR

Pino 5 ligar c/ 

Pino 5 GND

Pino 6 ligar c/ 

Pino 4 DTR

Pino 7 ligar c/ 

Pino 8 CTS

Pino 8 ligar c/ 

Pino 7 RTS

Pino 9 ligar c/ 

Pino 9 RI

No prompt do DOS digite XTLINK S L "para o computador local"

No prompt do DOS digite XTLINK S "para o computador remoto"

Topo


CONEXÃO VIA CABO SERIAL HARDWARE

cabo serial padrão null-modem (RS-232).

Posição dos pinos de conexão para um cabo serial

Especificações gerais para cabos seriais Interlink que podem ser usados para Conexão Direta via Cabo. Para fazer um cabo serial Interlink, utilize um cabo com conectores fêmeas de 9 ou 25 pinos em ambas as extremidades, e configure o cabo da seguinte maneira:

 

DB9 Macho

 

Pino

Para

Pino

Conexão Serial Cabo DB9 - DB9 Sinais

 2 3Receive-Transmit ( Rx )
32Transmit-Receive (Tx )
46DTR-DSR
55Ground-Ground (GND )
64DSR-DTR
78RTS-CTS
87CTS-RTS

Para haver uma conexão é necessário apenas os sinais Rx , Tx , GND na maioria dos jogos e programas para transferência de arquivos.Os outros sinais são de controle ( não se esqueça que esta ligação se chama null modem e exatamente era antigamente utilizada como modem serial externo).

Os sinais são os seguintes:

A linha GRD (Ground – Terra) é o sinal terra de referência para todas as outras linhas.

A linha Xmit é usada para enviar dados.

A linha Rcv (Receive) é usada para o recebimento de dados.

A linha RTS (Request To Send) é usada pelo equipamento terminal de dados (DTE) para indicar que ele está pronto para enviar dados.

A linha CTS (Clear To Send) é usada pelo equipamento de comunicações de dados (DCE) para indicar que ele está pronto para receber dados.

A linha DSR (Data Set Ready) é usada pelo DCE para indicar que ele está pronto para se comunicar.

A linha DTR (Data Terminal Ready) é usada pelo DTE para indicar que o DCE deve iniciar a comunicação.

 

DB25 MACHO

Pino

Para

Pino

Conexão Serial Cabo DB25 - DB25 Sinais

2

3

Receive - Transmit ( Rx )

3

2

Transmit - Receive ( Tx )

20

6

DTR - DSR

7

7

Ground - Ground ( GND )

6

20

DSR - DTR

4

5

RTS - CTS

5

4

CTS - RTS

Esta configuração é a mais utilizada devido ao motivo que os PCs possuem normalmente duas portas seriais COM1 e COM2 e a COM1 que normalmente é a saída serial de 9 pinos que é utilizada pelo mouse, portanto resta a COM2 que por padrão é a saída serial de 25 pinos.

Existe caso em que uma das maquinas possui um conector DB 9 e a outra um DB 25, neste caso deve-se obedecer os sinais fazendo a seguinte ligação:

DB25_Pino

DB9_Pino

32
23
204
75
66
47
58

Porem isto está mudando pois já existe muitas configurações diferentes tal qual o caso abaixo e a tendência e de não ter mais portas seriais nos PCs, que serão substituídas pela porta USB.

Topo

 

TESTE DE PORTAS PARALELAS E SERIAIS 'LOOPBACK'

 

    Para se testar uma porta serial ou paralela é só jampear os pinos dos conectores ( sem o cabo )
segundo os esquemas para o software utilizado.

    Observação O programa pccheck e checkit disponível para downloads necessita de funcionar no prompt do DOS, e estar em disquete. se o seu HD estiver em FAT 32 pois o pccheck somente reconhece FAT 16.

    É interessante ter um disquete com o PCcheck e sistema operacional DOS para se iniciar o computador no drive "A" pois ele é é uma ótima ferramenta de teste de hardware.

PC-CHECK

CHECKIT

LOOPBACK PARALELO - CHECKIT E PCCHECK

Obs: Com este loopback pode-se testar a porta da impressora (como se o loopback fosse uma impressora virtual) e checar se o defeito é na impressora ou na porta paralela, sem deixar margens de duvidas.  

DB25

Pino 01 jampear c/Pino 13

Pino 02 jampear c/

Pino 15

Pino 10 jampear c/

Pino 16

Pino 11 jampear c/

Pino 17

Pino 12 jampear c/

Pino 14

LOOPBACK- PARALELO- NORTON- DIAGNOSTICS

DB25

Pino 2 jampear c/Pino 15

Pino 3 jampear c/

Pino 13

Pino 4 jampear c/

Pino 12

Pino 5 jampear c/

Pino 10

Pino 6 jampear c/

Pino 11

LOOPBACK SERIAL - CHECKIT 

 DB 25           

   DB 9

Pino 2 jampear c/

Pino 3

Pino 3 jampear c/

Pino 2

Pino 4 jampear c/

Pino 5

Pino 7 jampear c/

Pino 8

Pino 6e8 jampear c/

Pino 20

Pino 1e6 jampear c/

Pino 4

LOOPBACK SERIAL - PCCHECK 

DB 25

DB 9

Pino 2 jampear c/

Pino 3

Pino 3 jampear c/

Pino 2

Pino 4 e 5 jampear c/

Pino 6

Pino 7 e 8 jampear c/

Pino 6

Pino 8 jampear c/

Pino 20 e 22

Pino 1 jampear c/

Pino 4 e 9

LOOPBACK SERIAL - NORTON 

DIAGNOSTICS - DB25

DIAGNOSTICS - DB9

Pino 2 jampear c/

Pino 3

Pino 3 jampear c/

Pino 2

Pino 4 jampear c/

Pino 5

Pino 7 jampear c/

Pino 8

Pino 6,8 e 20 jampear c/

Pino 22

Pino 1,4 e 6 jampear c/

Pino 9

 

Topo


[Inicio]  [Cabo Serial e Paralelo]  [Cabo de Par Trançado]  [Cabo coaxial]  [DOS Help]  [Artigos e Tutoriais]  [Apostilas]  [Downloads]  [Links


http://www.conexaopcpc.com


Hosted by www.Geocities.ws
GridHoster Web Hosting
1