:: Sobre o autor

Nasceu em 1947, em Santana do Livramento, Rio Grande do Sul.
Cursou o secundário em Dom Pedrito e Santa Maria, onde mais tarde formou-se em Direito. Em Porto Alegre, em Filosofia. Iniciou-se em jornalismo no extinto Diário de Notícias, de Porto Alegre. Escreveu no Correio do Povo e Folha da Manhã.

Nos anos 71 e 72, exilou-se voluntariamente em Estocolmo, onde estudou cinema e língua e literatura suecas.De volta ao Brasil, publicou suas primeiras traduções:
Kalocaína, de Karin Boye (do sueco), e Crônicas de Bustos Domecq, de Jorge Luís Borges e Adolfo Bioy Casares (do espanhol).
Em 1973, publicou O Paraíso Sexual Democrata, que teve quatro edições no Brasil e uma em espanhol, em Buenos Aires, proibida na Argentina.

Em 1975, passa a assinar coluna diária para a Folha da Manhã, Porto Alegre. Em 76, publicou A Força dos Mitos (crônicas) e Assim Escrevem os Gaúchos, antologia do conto rio-grandense.

Em 77, recebe bolsa do governo francês para um doutorado em Letras Francesas e Comparadas. De Paris, mantém correspondência diária para a Folha da Manhã.

Em 1981,doutorou-se pela Université de la Sorbonne Nouvelle (Paris III), com a tese La Révolte chez Ernesto Sábato et Albert Camus, traduzida ao brasileiro sob o título de Mensageiros das Fúrias. Participou de diversos colóquios na França e Alemanha, como também de festivais cinematográficos em Berlim, Cannes e Cartago, na condição de jornalista. Ainda em Paris, iniciou a tradução da obra ficcional e ensaística de Ernesto Sábato, a pedido do próprio autor.

No Brasil, foi professor visitante de Literatura Brasileira e Comparada, na Universidade Federal de Santa Catarina, em Florianópolis,de 1982 a 1986. Neste período, traduziu vários outros romances, introduzindo no universo literário brasileiro autores como Roberto Arlt, Camilo José Cela, José Donoso, Michel Déon e Michel Tournier.

Em 87, recebe bolsa do governo espanhol para um curso de Língua e Literatura
Espanholas. Residiu seis meses em Madri. De 91 a 93, foi redator de Política
Internacional da Folha de São Paulo e do Estado de São Paulo.

Publicou ainda:

Crônicas da Guerra Fria, compilação de artigos publicados em sua maior
parte entre 1989, ano da queda do Muro de Berlim, e 1991, ano da dissolução da
União das Repúblicas Socialistas Soviéticas.

Engenheiros de Almas, ensaio sobre o zdanovismo nas obras de Jorge Amado e Graciliano Ramos.

Ianoblefe, ensaio sobre a farsa elaborada pela imprensa nacional e internacional, sobre um massacre fictício de ianomâmis em 1983.

Laputa, romance. Os dramas interiores de um professor de literatura em uma ilha tropical.

EleCrônicas, crônicas.

Flechas contra o Tempo, crônicas.

Ponche Verde, publicado em papel em 1986, é seu primeiro romance e tem como fulcro a peregrinação dos exilados brasileiros por Estocolmo, Berlim, Paris e Lisboa.

 

Traduções de Janer Cristaldo:

Kalocaína (do sueco), de Karin Boye. Rio, Cia. Editora Nacional, 1974

Hugo e Josefina (do sueco), de Maria Gripe. Rio, Editorial Nórdica, 1976

Crônicas de Bustos Domecq (do espanhol), de Jorge Luis Borges e Adolfo Bioy Casares. São Paulo, Editora Alfa-Ômega, 1976

Sobre Heróis e Tumbas (do espanhol), de Ernesto Sábato. Rio, Francisco Alves Editora, 1981

Abaddón, o Exterminador (do espanhol), de Ernesto Sábato. Rio, Francisco Alves Editora, 1980

O Túnel (do espanhol), de Ernesto Sábato. Rio, Francisco Alves Editora, 1981

O Escritor e seus Fantasmas (do espanhol), de Ernesto Sábato. Rio, Francisco Alves Editora, 1982

Os Sete Loucos (do espanhol), de José Donoso. Rio, Francisco Alves Editora, 1982

Casa de Campo (do espanhol), de José Donoso. São Paulo, Difel, 1985

Mazurca para dois mortos (do espanhol), de Camilo José Cela. São Paulo, Difel, 1985

Escrevo da Itália (do francês), de Michel Déon. São Paulo, Difel, 1985

Nós e o Universo (do espanhol), de Ernesto Sábato. Rio, Francisco Alves Editora, 1985

A Família de Pascual Duarte (do espanhol), de Camilo José Cela. São Paulo, Difel, 1986

Gilles e Jeanne (do francês), de Michel Tournier. São Paulo, Difel, 1986

Marlene D (do francês), de Marlene Dietrich. Rio, Editorial Nórdica, 1987

Homens e Engrenagens (do espanhol), de Ernesto Sábato. Campinas, Papirus, 1993

Heterodoxia (do espanhol), de Ernesto Sábato. Campinas, Papirus, 1993

Três Aproximações à Literatura de nosso Tempo (do espanhol), de Ernesto Sábato. São Paulo, Ática, 1994

Uma Temporada no Inferno e Iluminações (do francês), de Arthur Rimbaud, edição eletrônica no Jornaleco (http://www.jornaleco.com), 2003

Os Lança-Chamas (do espanhol), de Roberto Arlt, inédito

A Saga do Grande Computador (do sueco), de Olof Johanesson, inédito

Atualmente, reside em São Paulo.

Janer Cristaldo publica também nos sites:

Mídia Sem Máscara
Baguete

Brazzil
Jornaleco


Voltar para página inicial

 
   
       
           
           
           
           
Hosted by www.Geocities.ws

1