Biografia do KurtNirvana

 

C

obain nasceu no dia 20 de fevereiro de 1967 na pequena cidade de Hoquaim, a 140km de Seattle, EUA. Pouco depois mudou-se para Aberdeen, nas proximidades, cuja média de suicidas é mais que o dobro da nacional. Sua mãe era uma garçonete, e o pai era um mecânico.

A vida de Kurt foi normal até o divórcio dos pais, quando ele tinha 8 anos. Segundo o próprio, ela fez com que ele nunca mais se sentisse seguro ou amado. Durante um longo tempo, Kurt revezava sua moradia entre o pai, na cidade de Montesano, a mãe em Aberdeen, e outros parentes da região. Quando foi expulso de casa também morou debaixo de uma ponte.

Quando tinha 11 anos, junto ao amigo Krist Novoselic, ficou cativado com as músicas do Sex Pistols, as quais continuou ouvindo mesmo depois da dissolução da banda, além de músicas de outras bandas do mesmo estilo.

Devido à sua personalidade iconoclasta não conseguiu muitos amigos enquanto freqüentava a High School, o que gerou brigas. Kurt chegou a pintar "queers" ("esquisitos") nas caminhonetes de seus colegas. Em 1979, Cobain encarou o suicídio de uma tia-avó, o que ocorreu cinco anos mais tarde com outro tio.

Kurt fixou-se na casa de sua mãe quando ela se casou de novo. Uma vez, quando desconfiava que o marido estava lhe traindo, ela pôs uma arma na cabeça. Kurt estava assistindo quando ela tentou atirar, sem sucesso.

No final de 1987 Kurt mudou-se para Olympia, Washington, para viver com sua namorada Tracy Marander.

Por volta de 1988 o Nirvana, formado pelo guitarrista Kurt Cobain, o baixista Krist Novoselic e o "às vezes" baterista Dave Grohl, já tinha fitas demo, com seu primeiro single, "Love Buzz/Big Cheese", e shows por aí. A banda ter surgido foi como um "alívio", pois o rock estava se tornando um pouco entediante. Com guitarras destorcidas e músicas com múltiplos significados, o Nirvana se tornou, espantosamente, um dos maiores conjuntos de Rock da sua época, se não até hoje. Ainda nesse ano, Kurt destrói sua primeira guitarra.

Em 1989 foi gravado o primeiro álbum da banda, "Bleach", com a gravadora independente "Sub Pop". Foi quando começaram a excursionar. Em Portland, Oregon, Kurt tem seu primeiro encontro com Courtney Love, quando ele senta-se em sua mesa e entorna uma cerveja.

Após as excursões, a banda muda de baterista, de Chad Channing para Dave Grohl.

Na Inglaterra o Nirvana foi muito reconhecido, e até firmaram contrato com a gravadora Geffen.

Dois anos e meio se passaram após o lançamento de "Bleach", até que lançaram o tão famoso "Nevermind". Este álbum disparou, da noite pro dia, para o primeiro lugar nas paradas, vendendo nada menos que dez milhões de cópias, lhes rendendo um Disco de Ouro e tornando o Nirvana milionário da noite para o dia. O primeiro single do álbum, "Smells Like Teen Spirit", foi a música mais conhecida e é considerada meio como um "hino dos anos 90".

Cobain começou com heroína no início dos anos 90, usando a desculpa de que era um remédio contra dores estomacais e as rigorosas exigências das turnês.

Num Nightclub de Los Angeles, Cobain reencontrou Courtney, que tinha acabado de montar o Hole.

Kurt horrorizou-se quando descobriu que "Polly", uma música irônica anti-estupro, foi cantada por dois homens ao violentar uma menina. Ele chegou a apelar para os fãs nas letras de Incesticide: "If any of you don't like gays or women or blacks, please leave us the fuck alone" (Se algum de vocês não gosta de homossexuais, mulheres ou negros, que nos deixem em paz). Cobain também não ficou feliz de saber que o grande sucesso do Nirvana atraía o tipo errado de fãs, que, por exemplo, o batiam.

Em Fevereiro de 1992 Cobain foi para o Havaí para se casar com a então grávida Courtney Love. Em 18 de Agosto de 1992 sua filha Frances Bean Cobain nasce. Na edição do mesmo mês, a revista Vanity Fair acusa Courtney de estar envolvida com heroína, levando os Cobain a ser proibidos de ficar sozinhos com a filha recém-nascida por um mês, quando reconquistaram a custódia.

Quando esteve no Brasil, para o Hollywood Rock, não deu entrevista coletiva à imprensa, sendo poucos os veículos de comunicação que conseguiram marcar entrevista com o Nirvana.

Em Agosto de 1992, Kurt é levado para um tratamento pelo abuso de heroína, pouco após o nascimento de sua filha, Frances Bean Cobain. Mais para o final do ano é lançado o álbum "Incesticide", uma coletânea com raridades e lados B. Esse disco também rende um Disco de Ouro. Em Fevereiro de 1993 "In Utero" segue para o topo das paradas. O nome original, que foi vetado pela gravadora, seria "I hate myself and I want to die" (eu me odeio e quero morrer). Esse álbum era muito mais aberto do que todos os outros, e nele eram retratados aspectos do casamento Kurt-Courtney e as agonias das experiências de Kurt.

No dia 2 de Maio, Cobain chega bêbado em casa. Love chamou a polícia, que de acordo com a ocorrência que deram, Kurt tinha consumido heroína. Love havia aplicado em seu marido uma droga ilegal, a buprenorfina, que é usada para acordar quem teve overdose de heroína. Ela também lhe deu um Valium, três Benadryls e quatro tabletes de Tylenol com codeína. Love disse à polícia que esse tipo de coisa já tinha acontecido antes. Na manhã de 23 de Julho, Courtney ouve um barulho no banheiro do hotel em que o casal estava hospedado em Nova York. Ela abriu a porta e viu Kurt desmaiado - Ele tinha tido uma outra overdose.

Em Novembro o Nirvana filmou e gravou um acústico para a MTV americana, onde, por opção, homenagearam bandas que os influenciaram. Boatos surgiram de que o "Unplugged" seria o último trabalho do Nirvana, e que a banda estaria para se separar.

No inverno de 1993-1994 o Nirvana seguiu para uma turnê na Europa, que após 20 shows deixou Cobain sem voz. Enquanto se recuperava decidiu ir para Roma, onde encontraria com a mulher. Às 6:30 do dia 4 de Março, ainda em Roma, Courtney descobriu o marido desfalecido, com sangue saindo pelo nariz.

No dia 4 de Março Kurt foi levado às pressas para um hospital após uma tentativa de suicídio. Apesar dos 50 comprimidos analgésicos encontrados em seu estômago, bebidos com champanhe, o fato foi considerado apenas um acidente. Muitos dias depois, Kurt retornou à Seattle, mas foi convencido por Courtney e amigos para entrar em um programa de desintoxicação em Los Angeles, de onde fugiu alguns dias depois. Cobain foi visto em Seattle com uma espingarda. No dia 5 de Abril de 1994, Kurt foi para um quarto em cima da garagem de sua casa e suicidou. Junto à ele foi encontrada uma carta de despedida escrita à tinta vermelha.

Apesar disso, existem outras versões para o suicídio: O detetive particular contratado por Courtney Love que descobriu o corpo de Kurt, 3 dias após sua morte. Também chegou a saber que duas outras pessoas tinham conhecimento do fato, e que as últimas palavras da carta de suicídio, "Por favor, vá em frente, Courtney, por Frances. Pela vida dela, que vai ser tão mais feliz sem min. EU TE AMO, EU TE AMO!" não foram escritas por Kurt Cobain. De acordo com o detetive, Kurt estava cansado das turnês, da banda, mas não da vida, e que estava sendo pressionado pela gravadora, que procurava o sucesso de Nevermind novamente, a compor novas músicas.

Em Outubro de 1996 foi lançado um CD ao vivo com versões de 1989 a 1994, chamado "From Muddy Banks of the Wishkah".

Hosted by www.Geocities.ws

1