Entrevista com o Nick e o Brian
Brian, o que você costuma fazer durante as férias que você não tem tempo para fazer?

B - Aproveito para assistir as partidas do Chicago Bulls, meu time de basquete preferido

É verdade que quando vocês estiveram em Miami, um terrível tornado passou por lá?

N - O pior é que isso aconteceu mesmo! Estávamos ensaiando na hora que o tornado passou. Fomos pegos desprevinidos. Foi uma experiência terrível, não podíamos sair na rua, as palmeiras voavam, haviam redemoinhos de poeira que não deixavam a gente sequer abrir os olhos. A verdade é que passamos muito medo.


Qual a importância que as fãs têm pra vocês?

B - O calor delas é vital. As vezes, depois de um dia duro de trabalho, depois de termos levantado as cinco da manhã, de ter encarado sessões de fotos e outros mil compromissos, me sinto exausto, parece que tudo virá abaixo. A única coisa que me faz sorrir novamente são as cartas das nossas fãs. Me tranco no quarto para poder ler com tranqüilidade. Me conforta quando uma fã diz que cada vez que nos escuta se sente mais feliz. Daí eu penso: "Uau, consigo ser motivo de felicidade pra tanta gente! Isso é incrível!". Esse tipo de coisa me faz ganhar o dia. É uma relação muito louca, pois nós damos força pra elas, e elas dão força pra gente.


N - Eu também gosto muito de ler as cartas das fãs. Chegam centenas delas todos os dias vindas de várias partes. O sentimento que elas nos passam é que nos faz trabalhar cada vez mais. Portanto, nos escrevam cada vez mais!

Nick, você foi sempre tão popular entre as garotas?

N- Não. Na escola, por exemplo, nunca fui tão popular. Todas as garotas passavam por mim, olhavam, mas nenhuma queria sair comigo! Acho que elas me achavam um pouco estranho e prefiriam os outros garotos. Mas confesso que isso nunca foi problema pra mim, jamais me deprimi por isso. Segui sendo autêntico, mesmo não agradando outras pessoas.

B - Ah, Nick, eu gosto de você... (Brian, tirando sarro)


N- Oh Meu Deus! Eu não sei o que seria sem você! (devolve Nick)


E você Brian? Sempre foi assediado por mulheres?

B- Bom, mais ou menos. Uma vez me disseram que eu pareço com o Tom Cruise... Isso não é mal, concorda!? Mas, sinceramente, eu gostaria de me parecer com o Brad Pitt. Adoro os filmes que ele faz.

Vocês apareceriam nús num filme?

N- Nem morto!!! Jamais, nem por um milhão de dólares!


B- Muito menos eu! Não seria capaz de voltar a olhar meus pais na cara!

E se Spielberg oferecesse um papel num de seus filmes, mas, em troca, vocês tivessem que abandonar os Backstreet Boys?

N- Nunca vou abandonar o grupo. Se Spielberg estivesse interessado em mim, pediria permissão aos outros do grupo para tirar umas férias de seis meses, e, assim, rodaria o filme. Se eles permitissem, tudo bem, caso contrário, não aceitaria o papel. Eu gostaria de ser ator, mas na minha vida em primeiro lugar, está o Backstreet Boys. Mas sabe qual filme eu realmente queria fazer? A próxima versão de Alien! Ficaria encantado em poder disparar contra aqueles monstros assassinos.

B- O ideal seria fazer um filme com todos juntos. Uma coisa é certa: o pobre do diretor ficaria louco!

O Nick tem fama de ser o garoto mais doce do pop mundial.

N- É, vai ver sou mesmo. Talvez porque nunca discuti ou briguei com ninguém. Procuro ser amável com todo mundo. Não me importo com essa fama de bonzinho, pelo contrário! A verdade é que todos procuramos ser o mais natural possível, e nos comportamos assim, exatamente como somos. Não queremos parecer algo que não somos. Brian por exemplo, parece um palhaço, mas é porque ele é um palhaço! (provocando o amigo)


B- Não sou um palhaço! O que acontece é que eu gosto de fazer os outros rirem, só isso!

Você é um bom contador de piadas?

B- Não, contar piadas não é meu forte. Me saio melhor fazendo caretas, levando tombos, o que muitas vezes acaba me garantindo uns machucados.
Voltar
Micos
Entrevista com o Nick
Hosted by www.Geocities.ws

1