FUNÇÕES

DOS

VEGETAIS

Como todos os outros seres vivos, os vegetais precisam de nutrientes, água e gases do ar atmosférico.

Para extrair esses alimentos do ambiente em que vivem e produzirem seus alimentos, as plantas possuem órgãos especiais (raiz, caule e folhas) As flores, por sua vez, são responsáveis pela reprodução.

Para entender as funções vegetais, siga as explicações e examine atentamente as ilustrações:

1. No solo existem sais minerais dissolvidos em água. Esses elementos são absorvidos pela raiz, constituindo a seiva bruta.

2. A seiva bruta é conduzida pelo caule a todas as partes do vegetal, especialmente às folhas.

3. Nas folhas realiza-se a fotossíntese, pela qual a seiva bruta é transformada em seiva elaborada, verdadeiro alimento da planta. Assim, todos os vegetais são capazes de produzir seu próprio alimento. Eles são, portanto, autótrofos e podem ser encontrados em ambientes terrestres e aquáticos.

4. A seiva elaborada circula por todas as partes da planta, nutrindo-a.

5. Através da respiração, a planta absorve oxigênio, produz energia e libera gás carbônico.

6. A planta elimina água em forma de gotículas, função chamada sudação.

7. A planta também elimina água em forma de vapor, função denominada transpiração.

8. Nas flores encontram-se os órgãos sexuais da planta. É por meio delas que a planta se reproduz, produzindo frutos e sementes. Alguns vegetais não apresentam flores como estrutura de reprodução, porém realizam este processo através de outros órgãos.

FOTOSSÍNTESE:

As plantas realizam fotossíntese e para isso necessitam de luz, gás carbônico, água e clorofila.

Para a realização desse processo é necessário:

1. Clorofila (pigmento verde) fica nas folhas, então é lá que ocorre a fotossíntese;

2. Água e Sais Minerais (seiva bruta) que estão no solo, sendo importantes para o metabolismo da planta, são absorvidos através das raízes da planta, que ficam, em geral, enterradas, fixando a planta ao solo;

3. Gás Carbônico presente no ar atmosférico;

4. Luz fornecida pelo sol.

A seiva bruta é transportada das raízes até o caule, estrutura ereta formada por tecidos especiais que formam os vasos condutores de paredes resistentes, e depois para as folhas.

As folhas apresentam importantes características para a realização da fotossíntese, tais como:

* Tem vasos condutores (nervuras) que transportam a seiva bruta, absorvida das raízes;

* Possuem clorofila, pigmento capaz de captar energia luminosa do sol;

* São largas, aumenta a superfície para a captação da luz;

* Possuem orifícios especiais, denominados estômatos, através dos quais penetra o gás carbônico do ar atmosférico, que é utilizado na fotossíntese, e sai o oxigênio.

O estômato abre quando há luz e água, dessa forma, é possível acontecer a fotossíntese, pois ao abrir durante o dia ele permite a entrada de gás carbônico, necessário juntamente com a luz para a produção de alimento, a partir da seiva bruta.

Quando está escuro e sem água o estômato se fecha.

O processo de fotossíntese pode ser representado assim:

Água

+

Gás Carbônico

Presença de Luz ®

ß ¬ Clorofila

Açúcar

+ Oxigênio

Como produto da fotossíntese, formam-se o açúcar e o oxigênio.

O oxigênio é liberado para o ar atmosférico através dos estômatos.

O açúcar é conduzido para os vasos condutores de seiva elaborada e distribuído para todas as células do corpo da planta.

Quando a produção de açúcar, na fotossíntese, é maior que o consumo, ele fica armazenado nas plantas sob forma de amido.

RESPIRAÇÃO:

Ocorre no interior de cada célula, onde o açúcar reage com o oxigênio, produzindo água, gás carbônico e energia, que possibilita a realização de todas as funções vitais da planta.

O processo de respiração pode ser assim representado:

 

Açúcar

+

Oxigênio

 
     ß    
 

Gás Carbônico

+   Água   + Energia  

Os seres unicelulares clorofilados são organismos muito importantes para a manutenção da vida em nosso planeta. São eles que produzem todo o oxigênio (fundamental para a respiração de todos seres vivos) presente na atmosfera e o alimento, sem o qual os demais organismos vivos não sobreviveriam, pois servem de alimento direta ou indiretamente, sendo a base das Cadeias Alimentares.

Por essas razões é de extrema importância preservar as áreas verdes e também evitara poluição, principalmente dos mares, pois a maior parte do oxigênio da atmosfera é produzida pelos organismos clorofilados marinhos.

TRANSPIRAÇÃO:

Um problema que as plantas enfrentam no ambiente terrestre é a perda de água através da superfície do corpo, por evaporação. Elas tendem a perder água quando estão em contato com o ar, o que chamamos de transpiração.

As plantas terrestres desenvolveram estruturas de revestimento do corpo para evitar a transpiração, tais como, a  casca nos caules e uma cutícula na superfície foliar.

A principal perda de água ocorre através dos estômatos, situados nas folhas. Essa água perdida é reposta pela absorção das raízes. Quando diminui a quantidade de água do solo, a planta consegue reduzir a perda, por transpiração, fechando os estômatos e evitando, assim, ficar desidratada. Aumentando a quantidade de água no solo, os estômatos se abrem, novamente, controlando, assim, a perda de água.

As folhas não são iguais, variando em tamanho, forma e espessura, observe:

*  Folhas com pouca espessura e superfície ampla perdem muito água por transpiração, sendo, normalmente, encontradas em plantas que vivem em regiões úmidas, pois a água perdida é facilmente reposta.

* Plantas adaptadas em regiões áridas, normalmente, possuem folhas grossas ou atrofiadas, perdendo pouca água.

* Nos cactos as folhas são extremamente atrofiadas, reduzidas a espinhos.

 

EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO:

Hosted by www.Geocities.ws
GridHoster Web Hosting
1