HEMATOLOGIA

 

HEMOGRAMA

 

CONTAGEM DAS CÉLULAS DO SANGUE

 

Introdução

 

Contagem dos eritrócitos, leucócitos e plaquetas são expressas em concentrações — célula por unidade de volume de sangue A unidade de volume for expressa em milímetros cúbicos (mm3) em decorrência das dimensões lineares da câmara do hemocitômetro (contador de células): 1 mm3 = 1,00003 μL O Comitê Internacional de Padronização em Hematologia recomenda que a unidade de volume seja em litro.

 

Eritrócítos: 5,00 X 106/mm3 = 5,00 X 106/μL = 5,00 X 1012/L

Leucócitos: 7,0 x 106/mm3 = 7,0 X 103/μL = 7,0 X 109/L

Plaquetas: 300 X 103/mm3 = 300 X 103/μL = 300 X 109/L

 

Exceto para algumas contagens de plaquetas e para baixas contagens de leucócitos, o hemocitômetro não é mais utilizado nas contagens hematológicas de rotina.

 

Qualquer procedimento de contagem celular deve passar por três etapas: diluição do sangue, coleta da suspensão diluída num volume específico, e contagem das células contidas neste volume.

 

Contagem de eritrócitos

 

Apesar de poderem ser feitas contagens manualmente, a maioria é feita por automatização. A maioria dos contadores automatizados de células opera em um ou dois princípios. Em alguns instrumentos as células a serem contadas são diluídas em um fluído que conduz a corrente elétrica. As células são aspiradas através de um pequeno orifício estreito, chamado de abertura. Assim que as células passam pela abertura, eras rompem o fluxo de corrente através da abertura. Cada interrupção de corrente é registrada e contada corno urna célula.

 

Em outro tipo de aparelho, a amostra de sangue diluída é aspirada para um canal especial, que é tão estreito que só passa uma célula de cada vez. Assim que a célula passa pelo canal, interrompe um feixe de Iaser. Estas interrupções do laser são contadas como células.

 

Índices eritrocíticos

 

Wintrobe introduziu cálculos para a determinação do diâmetro, conteúdo e concentração de hemoglobina (Hb) nos eritrócitos; estes índices eritrocíticos vêm se mostrando úteis na caracterização morfológica das anemias. Eles podem ser calculados a partir da hematimetria, concentração de hemoglobina e hematócrito.

 

Volume Corpuscular Médio

 

Quando o hemograma é feito manualmente, o volume corpuscular médio (VCM) é calculado dividindo-se o hematócrito pelo número de hemácias. Com o método mais comumente utilizado de contagem mecânica, o VCM é medido diretamente de forma muito precisa porque a intensidade do sinal que a hemácia gera no contador varia com o seu volume. O valor normal médio para o VMC é de 90fl (fentolitro, ou 10-15 litro). com um intervalo norma! de 80 a 100fl. Um VCM baixo significa microcitose, e um VCM alto, rnacrocitose. Como a avaliação do tamanho das hemácias é uma chave para o diagnóstico de uma anemia, o VCM é o mais importante dos índices hematimétricos.

 

Hemoglobina Corpuscular Média

 

A hemoglobina corpuscular média (HCM). é o peso da hemoglobina ria hemácia e é calculada pela divisão da hemoglobina pelo número de hemácias. O intervalo normal é de 27 a 34pg (picograma. ou 10-12 gramas). Embora o peso da hemoglobina em uma hemácia depende da concentração de hemoglobina dentro da célula e do volume desta célula, diagramas de valores de HCM obtidos mecanicamente contra valores de VCM obtidos da mesma forma dá uma correlação linear em um amplo intervalo. Aparentemente a concentração de hemoglobina não se altera, exceto em condições que a síntese de hemoglobina está gravemente afetada.

 

Concentração de Hemoglobina Corpuscular Média

 

Embora a hemoglobina esteja presente apenas dentro das hemácias, estão lisadas quando se mede a concentração de hemoglobina, e o resultado do exame é expresso em dL de sangue total. Para transformar este valor em concentração de hemoglobina dentro das hemácias a concentração de hemoglobina corpuscular média (CHCM) — divide-se a hemoglobina pelo hematócrito. O intervalo normal para CHCM é de 32 a 36g/dL de hemácias.

 

Antes do advento da contagem eletrônica, normalmente se encontrava uma CHCM baixa quando as hemácias de um esfregaço de sangue tinham uma área aumentada de palidez central, isto é, pareciam hipocrômicas. A hipocromia era, portanto, aceitada como evidência visual de uma concentração reduzida de hemoglobina nas hemácias. Nos hematócritos obtidas manualmente por centrifugação podem ser falsamente altos em um paciente anêmico por causa do represamento do plasma dentro da coluna de hemácias.

 

Contagem de leucócitos

 

Na contagem total de leucócitos (leucotria global), não é feita qualquer diferenciação entre os seis tipos celulares normais (neutrófilos bastões,  linfócitos, monócitos, eosinófilos, e basófilos)

 

A contagem é feita em hemocitômetro. O sangue deve ser bem diluído em 1:20 no líquido diluente (promove a lise das hemácias). A câmara é preenchida com líquido apenas o suficiente para ocupar o espaço por baixo da lamínula. A área de contagem de contagem de leucócitos são os 9 quadrados grandes.

 

O número total de células brancas do sangue por milímetro cúbico pode ser calculado usando o número médio de células contadas, a profundidade da câmara, a área contada e a diluição. Todavia, a contagem de leucócitos é reportada como células por 1mm3 (ou célu!as/L). Para corrigir isto, usa-se a seguinte fórmula:

 

Leucócitos/mm3 = média contada + (0,1 X média contada X 100)

 

Contagem das plaquetas

 

No sangue com EDTA, o volume plaquetário médio (VPM) aumenta com o tempo até uma hora in vitro, fica relativamente estável entre uma e três horas, em seguida aumenta ainda mais com o passar do tempo. Para que sejam obtidos resultados reprodutíveis, o volume plaquetário deve ser medido com instrumentos multicanais entre uma e três horas após a coleta do sangue. A distribuição da freqüência dos volumes das plaquetas num indivíduo é Iogaritmicamente normal. Contudo existe uma relação inversa e não linear entre VPM e a contagem das plaquetas para indivíduos normais. Portanto, aparentemente os valores de referência para o VPM variam com a contagem das plaquetas. O VPM está geralmente aumentado nos casos de hipertiroidismo e de doença mieloproliferativa.

 

 

Hosted by www.Geocities.ws
GridHoster Web Hosting
1