Reprodução de Algas

1. Reprodução assexuada

1.1 – Divisão binária

Nas algas Unicelulares, a divisão binária é o mecanismo básico de reprodução.

Ex: diatomáceas, euglenófitas e outras.

ABC

1.2 – Fragmentação

Em muitas algas filamentosas, a reprodução ocorre por simples fragmentação do talo. Os fragmentos isolados crescem devido a multiplicação das células que os constituem, originando talos completos.

1.3 – Zoosporia

Algumas espécies de algas multicelulares produzem células flageladas, os zoósporos, que nadam até atingir locais favoráveis ao seu desenvolvimento, onde se fixam e originam novos talos.

Ex: alga verde do gênero Ulothrix

Zoosporia
Clique na imagem para ampliar

2. Reprodução Sexuada

2.1 – Fusão celular em algas Unicelulares

Nas Chlamydomonas, por exemplo, cada organismo adulto é haplóide. Dois indivíduos sexualmente maduros fundem–se e originam um zigoto diplóide. Logo após, ocorre uma meiose zigótica, originando 4 indivíduos haplóides. Cada um deles origina um novo organismo, que na maturidade poderá se reproduzir tanto assexuadamente quanto sexuadamente.

Ex: alga verde do gênero Chlamydomonas

Fusão celular em algas Unicelulares
Clique na imagem para ampliar

2.2 – Conjugação de algas filamentosas

Algumas espécies de algas filamentosas apresentam células que se diferenciam em gametas masculinos, que atravessam pontes intercelulares, passam para células de outro filamento, diferenciadas em gametas femininos. Da fecundação surge o zigoto, que se liberta do filamento materno e se multiplica, originando um novo filamento.

Ex: alga verde do Gênero Spirogyra

Conjugação de algas filamentosas
Clique na imagem para ampliar

2.3 – Alternância de gerações

A maioria das algas multicelulares apresentam alternância de gerações, ou seja, em seu ciclo de vida alternam–se gerações de indivíduos haplóides e diplóides.

Ex: Alga verde talosa do gênero Ulva

Alternância de gerações
Clique na imagem para ampliar

Voltar


Hosted by www.Geocities.ws
GridHoster Web Hosting
1