| Página Inicial | Sites | Sugestões de Brincadeiras | Músicas Infantis | Contato | Histórias Infantis |








O Anjinho Perdido

Voavam todos juntos e alegres no imenso céu azul. Como era bom brincar com seus amigos e irmãos voando e fazendo mil brincadeiras.

Todos eram branquinhos com suas asinhas e os cabelos encaracolados que pareciam ouro de tanto brilho! Mas um deles era diferente.

Suas asas eram mais redondas não eram branquinhas, mas douradas, seus cabelos eram cor de ouro mas curtos e sem cachinhos. Sentia-se diferente e por isso ficava triste. Um dia quando estavam voando fazendo suas brincadeiras,pois vocês sabem que os anjinhos estão sempre por ai fazendo das suas mas tomam conta da gente também...

Bem neste vôo longo este anjinho diferente distraiu-se e caiu na terra!

- Ah, mas onde estou? Onde estão meus amiguinhos? Caídos ali na grama de um quintal!

Nisto veio correndo de dentro de casa um menino. Chegou até ele e disse;

- Olá vamos brincar de super-heróis?

O anjinho não sabia o que era isso, ficou sem palavras... Como havia chegado na terra!Assim sendo começaram a brincar ali mesmo.

Aprendeu muitas brincadeiras novas que iria ensinar para seus amiguinhos também. Lá de dentro da casa uma voz chamou para almoçar!

- O que seria isto?

Almoçou, gostou e aprendeu mais.

- Vamos escovar os dentes disse o menino.

E assim chegou o final do dia. Como voltar? Sentia falta de seus irmãos e amigos. Foi quando levemente bateram em suas asinhas.

- Acorda douradinho...

Eram seus irmãos que o chamavam. Quanto havia dormido não sabia, mas a experiência que teve na terra esta era só dele.

Aprendeu que existem muitas diferenças, e que ser diferente não é doença não é feio, apenas se é diferente. Aprende-se de outra maneira, se come se brinca cada um no seu modo de ser! Ficou contente com o que aprendera e naturalmente iria ensinar aos seus amigos a brincar de forma diferente.iria ser muito divertido brincar de super-heróis pois todos voavam de verdade! Rindo voltou para o seu grupo de anjos.

Lá na terra alguém encontrava no quintal na grama uma pena dourada...

- Veja achei a pena do meu amigo. É a pena do meu anjo caído!

- Imagine pena do amigo, criança tem cada uma!

Vamos almoçar venha, dizia a mamãe que hoje não sabia de nada, mas quem sabe algum dia entenderia a aventura que tive. Do anjo caído... E no meu quintal!




Hosted by www.Geocities.ws

1