Introdução

 

Devido à constante evolução da mecanização, os estilos de vida sedentária tornam-se cada vez mais prevalentes. As evidências demonstram que a atividade física regular, se realizada de forma adequada, pode proteger os praticantes contra o desenvolvimento e a progressão de diversos tipos de doenças crônicas.

Todavia, é preciso reconhecer que os indivíduos, ao iniciarem um programa de condicionamento físico, necessitam de cuidados para que a prática sistemática das atividades possam realmente trazer benefícios à sua saúde.

O profissional envolvido na arquitetura do treinamento deve estar preparado para modificar suas prescrições, de acordo com as respostas e adaptações observadas. Ainda, deve-se reconhecer que os resultados desejáveis podem ser atingidos com atividades que variem consideravelmente quanto ao tipo, freqüência semanal, duração, intensidade do esforço e ritmo de progressão. Uma adequada prescrição de atividade física deve ser embasada cientificamente.

Referência:

MONTEIRO, Walace.. Personal Training: Manual para avaliação e prescrição de Condicionamento Físico. 2ª ed, Rio de Janeiro – Sprint, 1999, (p.p. 15 - 16).

Hosted by www.Geocities.ws

1